Juntos
a expandir ideias
Asset 4

Quem Somos

Garval é uma das quatro Sociedades de Garantia Mútua (SGM) existentes no país, participada pelo Estado Português através do IAPMEI e do IFT, bem como pelos principais grupos bancários nacionais (BPI, Novo Banco, Millenium BCP, CGD, Montepio, CCCAM), atuando junto das PME através da prestação de garantias que apoiem as empresas portuguesas nas suas necessidades de acesso ao financiamento das suas atividades. 

A principal finalidade das Sociedades de Garantia Mútua é permitir que a dimensão da empresa possa ser menos relevante como fator a considerar na obtenção de crédito, bem como desempenhar um papel importante nas condições da sua obtenção. Esta finalidade é prosseguida pela Garval através da realização de operações financeiras, principalmente emissão de garantias e prestação de serviços conexos, em benefício de micro, pequenas e médias empresas, ou de entidades representativas destas, que sejam suas acionistas, os designados mutualistas, tendo em vista promover e facilitar o seu acesso ao financiamento, junto do sistema financeiro e do mercado de capitais.

Setores de Atividade Apoiados


     
     
     

Vantagens


  Tornar a dimensão das empresas menos  relevante na obtenção de crédito
   Garantir as melhores condições financeiras
   Tornar mais fácil e rápido o acesso ao financiamento
   Assegurar o bom cumprimento de obrigações perante terceiros
    Reduzir a necessidade de Garantias Reais



Grandes Marcos

2002
Foi formalmente concluído o processo que deu origem às 3 Sociedades de Garantia Mútua (SGM), com sede respetivamente em Lisboa (LISGARANTE), Porto (NORGARANTE), e Santarém (GARVAL). As duas primeiras resultam de um processo de cisão da SPGM – Sociedade de Investimento e a última, de uma iniciativa conjunta da SPGM e de empresários da região de Santarém e Torres Novas.

A Garval foi constituída em Novembro de 2002 com um capital social de € 2 670 000 e uma estrutura acionista que envolveu a participação de 96 entidades. A componente de mutualistas beneficiários atingiu os 30,09% através da participação de 89 entidades, ultrapassando o mínimo legal de 25%.
2003
No dia 2 de Janeiro a Garval iniciou a sua atividade. No final do primeiro ano de atividade a Garval emitiu 184 garantias, que totalizaram 6,28 Milhões de euros, finalizando o ano com uma carteira viva de 6,1 milhões de euros.
2004

A Garval emitiu 332 garantias, que totalizaram 12,1 milhões de euros, finalizando o ano com uma carteira viva de 14,6 milhões de euros. 
2005
A Garval inaugurou uma nova agência, na cidade de Leiria, alargando a sua presença física para esta região.

Em Junho a Garval aumentou o seu capital social para € 6 000 000. Este aumento foi subscrito, fundamentalmente, pelas instituições financeiras representativas do sector bancário português (29,74%) e Estado português - IAPMEI, ITP e a própria SPGM (49,23%). Os mutualistas beneficiários participam com a subscrição de 21,02%.

A Garval emitiu 556 garantias, que totalizaram 38,5 milhões de euros, finalizando o ano com uma carteira viva de 43,2 milhões de euros. 
2006
A Garval emitiu 670 garantias, que totalizaram 64,5 milhões de euros, finalizando o ano com uma carteira viva de 85,4 milhões de euros. 
2007

Em Março a Garval aumentou o seu capital social para € 12 000 000. Este aumento de capital foi subscrito pelas seguintes instituições: IAPMEI, ITP, SPGM, Banco BPI, Banco Espírito Santo, Millennium BCP, Caixa Geral de Depósitos e Montepio.

A Garval emitiu 633 garantias, que totalizaram 79,5 milhões de euros, finalizando o ano com uma carteira viva de 129 milhões de euros. 
2008
No decorrer deste ano o Sistema Nacional de Garantia Mútua ultrapassou a fasquia dos 1.000 milhões de euros.
A Garval emitiu 1190 garantias, que totalizaram 186,3 milhões de euros, finalizando o ano com uma carteira viva de 254,9 milhões de euros. 
2009
Neste ano três das Sociedades de Garantia Mútua - Garval, Lisgarante e Norgarante, realizaram protocolos com as regiões autónomas da Madeira e dos Açores.

Em Setembro a Garval aumentou o seu capital social para € 50 000 000, tendo sido realizados € 30 000 000 e definidos € 20 000 000 para o ano de 2010, conforme aprovação da Assembleia Geral.

A Garval emitiu 8908 garantias, que totalizaram 468,3 milhões de euros, finalizando o ano com uma carteira viva de 642,8 milhões de euros. 
2010
O Sistema Nacional de Garantia Mútua atinge um máximo de operações aprovadas com mais de 40 mil empresas nacionais.

A Garval inaugurou uma nova agência, na cidade de Coimbra, alargando a sua presença física no centro do País.

Em Novembro realizou-se em Santarém o 4º Fórum Empreendedorismo organizado pela SPGM em parceria com a Garval. Este evento reuniu mais de 1000 participantes no CNEMA.

A Garval emitiu 6363 garantias, que totalizaram 357,4 milhões de euros, finalizando o ano com uma carteira viva de 821,1 milhões de euros. 
2011
A Garval emitiu 2581 garantias, que totalizaram 139,8 milhões de euros, finalizando o ano com uma carteira viva de 709 milhões de euros. 
2012
Neste ano foi dada continuidade à intervenção da Garantia Mútua nas designadas Linhas Especiais com a implementação pelo Ministério da Economia e do Emprego da Linha PME Crescimento.

A Garval emitiu 3412 garantias, que totalizaram 156,1 milhões de euros, finalizando o ano com uma carteira viva de 640,9 milhões de euros. 
2013
A Garval emitiu 4254 garantias, que totalizaram 203,5 milhões de euros, finalizando o ano com uma carteira viva de 619,6 milhões de euros. 
2014

Foi iniciado o Primeiro ciclo de Fóruns da Garval, sob o tema "Apoiar o Futuro das PME”, que contou com sessões em Santarém, Leiria e Coimbra.

A Garval deslocalizou as agências de Santarém e Coimbra para novos espaços independentes da respetiva sede e da sede da Agrogarante, onde anteriormente partilhavam instalações, com relevantes ganhos de visibilidade e proximidade ao mercado.

A Garval emitiu 4258 garantias, que totalizaram 193,1 milhões de euros, finalizando o ano com uma carteira viva de 588,9 milhões de euros. 
2015
Foi concluído o primeiro ciclo de Fóruns da Garval, sob o tema "Apoiar o Futuro das PME”, com sessões em Ponta Delgada e Castelo Branco.

A Garval emitiu 4264 garantias, que totalizaram 246,9 milhões de euros, finalizando o ano com uma carteira viva de 621,5 milhões de euros. 
2016
A Garval inaugurou uma nova agência, no centro da cidade de Ponta Delgada, alargando a sua presença física para os Açores.

Foi iniciado o segundo ciclo de Fóruns da Garval sob o tema "Criação de valor”, com sessões em Santarém, Leiria e Coimbra.

A Garval emitiu 3907 garantias, que totalizaram 257,3 milhões de euros, finalizando o ano com uma carteira viva de 668,4 milhões de euros.